Formação para Acólitos

Formação para Acólitos e Pequenos Acólitos 

No tempo em que os apóstolos eram ainda vivos, as comunidades cristãs se reuniam nas próprias casas para celebrarem a Eucaristia. O imperador romano perseguia e matava quem se declarasse seguidor de Jesus, de modo que as celebrações eram realizadas às escondidas (nas catacumbas).
No ano de 313, um imperador chamado Constantino, tornou-se cristão e o cristianismo se expandiu sem perseguições. A partir daí começaram a ser construídas grandes igrejas e as celebrações foram ganhando nova forma, assim como foram surgindo funções e lugares próprios para cada um na Igreja.
O coro é um local na igreja onde estão localizados os cantores e instrumentalistas e todos aqueles que tinham uma participação ativa na celebração: coroinhas/acólitos e sacristão.

Os coroinhas surgiram neste ambiente. Eram chamados de “meninos do coro”, donde vem a palavra coroinha. Quando se rezavam as vésperas (oração da tarde na Igreja), eles recitavam as orações e acompanhavam o sacerdote nas funções litúrgicas (cantar, servir o altar…).
Os meninos do coro aproveitavam um pouco do tempo para aprender a ler e escrever c
om os padres, porque naquele tempo ainda não havia escolas. Aprendiam também música, para poder acompanhar os cantos. Quando a missa era rezada em latim, o povo não respondia as orações, apenas o coroinha é q
ue recitava as respostas.
Com o tempo as funções na liturgia mudaram e o ministério do coroinha também evoluiu e hoje ele seve o altar, canta acompanha o celebrante, reza, participa…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *