Renovação Carismática Católica

Quem somos?

A Renovação Carismática Católica (também chamada RCC) é um movimento que surgiu nos Estados Unidos em meados da década de 1960 e que se espalhou por todo o mundo. A prática da RCC baseia-se na experiência pessoal com Deus, pela força do Espírito Santo e de seus dons, a fim de que todos tornem-se discípulos de Jesus Cristo. No Brasil, a Renovação Carismática Católica teve origem na cidade de Campinas, SP, através dos padres Haroldo Joseph Rahm e Eduardo Dougherty por volta de 1970.

O Grupo de Oração é a célula fundamental da Renovação Carismática Católica, formado por um conjunto de fiéis que se reúnem semanalmente para rezar e partilhar de sua vida espiritual, cultivando todos os outros aspectos da vivência do Evangelho. Além dos encontros semanais, são promovidos também retiros e outras atividades, visando sempre um aprimoramento do indivíduo.

Os grupos de oração são constituídos por um núcleo, contendo um coordenador que é escolhido através de um discernimento, e que tem como função procurar cumprir as decisões dos seus superiores, buscar manter a unidade do grupo de oração e participar das reuniões dos conselhos a que o grupo de oração está submetido. Também contém os servos, que exercem os mais variados ministérios, com o objetivo de propiciar a outras pessoas uma experiência com Deus.

Os Ministérios que podem existir em um Grupo de Oração são:

·         Intercessão

·         Música

·         Crianças

·         Pregação

·         Formação

·         Acolhida

·         Cura e libertação

 

Atuação paroquial

Na paróquia, as reuniões de oração começaram a partir do desejo de muitas pessoas que formavam parte da comunidade, mas que iam participar dos grupos em outros lugares. Por isso, algumas pessoas começaram a reunir-se para rezar o terço com a intenção de formar o grupo de oração da, na época, capela de São João Batista. Depois de um ano de oração, a intenção foi confirmada quando Fernando Cuter, coordenador da RCC da cidade escolheu um coordenador para dar início às reuniões. Então, no dia 25 de julho de 1995 aconteceu o primeiro Grupo de Oração na comunidade. Atualmente, conta com 18 servos e os encontros acontecem todas as terças-feiras iniciando com a Missa às 19h.

 

ECC

Quem somos

O encontro de Casais com Cristo (ECC) é um serviço da Igreja Católica em favor da evangelização das famílias. Procura construir o Reino de Deus, aqui e agora, a partir da família, da comunidade paroquial, buscando sempre que as famílias se reencontrem com eles mesmos, com os filhos, com a comunidade e, principalmente, com Cristo. Buscando compreender o que é ”ser igreja hoje” e de seu compromisso com a dignidade da pessoa humana e com a justiça Social,

Atuação Paroquial

O ECC foi idealizado pelo Pe. Alfonso Pastore para ser desenvolvido em três etapas distintas, indispensáveis, inter-relacionadas entre si, cada um com características e finalidades próprias. Uma etapa prepara a outra e deve ser observada a partir de um crescimento de seus integrantes e de sua comunidade.

Em outubro de 2016, ocorreu o primeiro encontro da Paróquia São João Batista, onde colhemos muitos frutos e novos dons favoráveis para a comunidade.

Sendo assim, concluímos a primeira etapa, tendo como casal coordenador Kátia e

Primeira Etapa do ECC

É o momento evangelizador e missionário, é o despertar, é o chamamento aos casais afastados da Igreja. Esta etapa visa, principalmente: despertar os casais para que vivam seu casamento de uma maneira cristã, a partir dos valores humanos e cristãos do casamento, das graças do Sacramento do Matrimônio e da Espiritualidade Conjugal, Familiar e Apostólica; inspirar um maior relacionamento entre os cônjuges e demais membros da família; levar os casais da paróquia a atuar nos seus diversos setores, abrindo-lhes possibilidades de doação e, por meio do Pós-Encontro, dar-lhes motivação para se engajarem; criar a convivência fraterna nas paróquias como o grande apelo, a grande missão do ECC.

O ECC e se fundamenta em 5 pontos básicos:

  1. a) DOAÇÃO – essência da vida cristã;
  2. b) POBREZA – atitude evangélica fundamental para se colher o Reino de Deus;
  3. c) SIMPLICIDADE – atitude que se traduz num estilo simples, espontâneo e autêntico no relacionamento com os outros.
  4. d) ALEGRIA – nasce da certeza da vitória do bem e é experimentada no encontro, na partilha, na doação, na comunhão com o outro.
  5. e) ORAÇÃO – é uma relação pessoal do homem com Deus em Jesus Cristo.

Juntam-se as estes valores a FRATERNIDADE, a GRATUIDADE e a MISSIONARIEDADE.

 

Mãe Peregrina

Quem somos?

Desde que João Pozzobon iniciou sua caminhada com a imagem da Mãe e Rainha de Schoenstatt, já passaram mais de 50 anos. Com a ideia genial de fazer as pequenas imagens peregrinas que visitam as famílias, em 1959, este seu empenho apostólico se multiplicou lentamente, a ponto de, na atualidade, ter se tornado um verdadeiro fenômeno. Nas mais de 90 nações onde foi aceita, a Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt, literalmente ‘invade’ escolas, prisões, hospitais, estabelecimentos comerciais e milhões de famílias, levando às pessoas as graças dos Santuários de Schoenstatt.

Atuação Paroquial

O grupo da Mãe Rainha em nossa paróquia é formado por 21 zeladoras.

 

Mãos Ensanguentadas de Jesus 

Quem somos?

A primeira oração surgiu em setembro de 2002 na Associação do Senhor Jesus na TV Século 21. Maria do Rosário Leite do Canto, leiga consagrada, depois de muita oração e por inspiração do Espírito Santo, escreveu a oração das Mãos Ensanguentadas de Jesus, com intuito de celebrar, naquele ano, a Exaltação da Santa Cruz, festa que surgiu na Igreja Católica Apostólica Romana em 335 D.C.Desde que esta oração começou a ser rezada pelo povo, graças extraordinárias começaram a acontecer, pois a oração nos ajuda nos momentos de angustia, nos momentos difíceis da vida pelos quais todos nós passamos. Trata-se de uma oração  que brota do fundo do coração e nos põe em contato com o poder do sangue de Jesus.

Atuação Paroquial

No ano de 2013, o Pároco da São João Batista, José Inácio Sonsini ao descobrir que sua irmã estava com câncer, comprou uma capelinha pequena das mãos ensanguentadas de Jesus e iniciou a novena, a partir desse momento a capelinha passou a visitar 30 casas abençoando essas famílias que devotamente a recebia. No dia 01 de Agosto de 2013 foi então instituído na paróquia o primeiro grupo e logo foram formando-se outros grupos e cada vez mais seguidores e devotos. Hoje existe 6 grupos de famílias, sendo 5 em Itu e 1 em Salto no bairro São Pedro e São Paulo e cada vez mais surgem testemunhos de graças alcançadas. Das mãos de Jesus Cristo, só saíram o amor, o bem, a paz, a cura, a felicidade, a esperança e o poder de Deus. Porém, estas mesmas mãos benditas foram cruelmente pregadas na Cruz. E suas mãos benditas e puras, ficaram ensanguentadas. De suas mãos jorrou o Sangue de nossa Redenção. Sangue que, através dessa piedosa novena, o fiel pode clamar para sua vida. Suplicando o poder das Mãos Ensanguentadas do Senhor Jesus, o mal se afasta de nossa vida, somos curados e libertados.

 

Conferência Vicentina

Quem somos  

A Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP) é uma organização de âmbito internacional. Composta de leigos, fundada em Paris, em 1833, por um dos grandes defensores da promoção humana, Antonio Frederico Ozanam. Seus membros são pessoas como você, homens e mulheres, jovens e crianças; sem a menor distinção de riqueza ou de limitações, não importa qual seja a condição social, étnica ou nacional. Basta que se entendam sobre a mesma finalidade e compartilhem as experiências e a preocupação comum de servir os pobres.

Atuação Paroquial 

A conferência São Pedro da Paróquia São João Batista, comemorou 33 anos em agosto de 2016. O trabalho de vicentinos na comunidade é se doar para famílias assistidas e cadastradas. Hoje contam com cerca de nove membros ativos, e cerca de 10 famílias assistidas mensalmente, além de suportes emergenciais, casos isolados e esporádicos. Através de visitas às casas das famílias assistidas, os membros da Conferência da Paróquia, monitoram a necessidades de alimentos, remédios, roupas, entre outros. Os vicentinos contam com a colaboração de toda comunidade para que possam suprir da melhor forma essas necessidades. O trabalho envolve todas as formas de ajuda através do contado individual para promover a dignidade e integridade do homem (principio fundamental da regra da SSVP). Mera benevolência não é suficiente. O vicentino deve ajudar o pobre a se emancipar do próprio empobrecimento. As carências atuais vão muito além das necessidades básicas de alimentação, moradia e vestuário. Entender as necessidades de saúde, de noções básicas sobre hábitos de higiene e de alimentação é fundamental para o trabalho vicentino. Mais do que nunca se faz necessário levar a esperança evangélica, a da Boa-Nova trazida por Jesus e difundida pelos cristãos: a salvação é para todos. “A característica dos vicentinos é o contato pessoal, humano, com o pobre. Esse contato direto é o que mais se necessita hoje: saber sentar-se junto do pobre, escuta-lo e orienta-lo em sua aflição” (Dom Aloísio Lorscheider). Dessa forma os Vicentinos também visitam os idosos do Pavilhão da Vila Vicentina (asilo).

As conferências vicentinas formam parte de uma comunidade de fé que contempla o Cristo no rosto do pobre, executando um serviço concreto e prático, em coordenação e amizade uns com os outros. As reuniões na Paróquia São João Batista acontece todas as quartas feiras às 18hs.

 

Apostolado da Oração Sagrado Coração de Jesus 

Quem somos?   

O Apostolado da Oração constitui a união dos fiéis que por meio do oferecimento cotidiano de si mesmos, se juntam ao Sacrifício Eucarístico do qual se exerce continuamente a obra de nossa redenção e dessa forma, pela união vital com Cristo, da qual depende a fecundidade apostólica colaboram na salvação do mundo.

   

Atuação Paroquial 

O Apostolado da oração do Sagrado coração de Jesus, se reúnem na Igreja São Vicente de Paulo, situada a Avenida Tiradentes s/n°, Altos da Vila Nova.

Atualmente conta com 28 zeladores, sendo 26 mulheres e 2 homens, tendo como presidente, a zeladora Sandra Maria da Costa Silva e Vice –Presidente  Vitória do Vale Pires.

O apostolado se reúne uma vez ao mês onde são feita leituras, orações e assuntos que serão tratados no decorrer do mês.    

 

Programa do apostolado da oração para a vida Espiritual 

  • Sacrifício da missa com o oferecimento cotidiano;
  • Culto ou espiritualidade do Sagrado Coração de Jesus;
  • Devoção a Santíssima Virgem Maria;
  • Vontade de sentir com a Igreja;
  • Cuidado assíduo de orar.

O Apostolado da oração participa toda primeira sexta feira do mês da missa que é dedicada ao Sagrado Coração de Jesus e hora santa. No primeiro domingo de cada mês ocorre a missa dedicada ao apostolado, a reunião mensal  com zeladores é feito uma vez ao mês, são feitas leituras, orações e assuntos que  devem ser tratados no decorrer do mês. O Apostolado usa uniforme (calça preta , camisa ou blusa branca e fita vermelha, ao qual demonstra a devoção ao Sagrado Coração de Jesus.

 

Terço dos homens

A missão do Terço dos Homens é resgatar para o seio da Igreja de Cristo homens de todas as idades, pois a presença masculina na Igreja é imprescindível para a formação da família e de uma sociedade cristã. O Terço dos Homens é um exemplo de fé e devoção.

 

Atuação Paroquial

Os homens de nossa Paróquia se reúnem todas as quartas feiras, as 19:00 horas, para oração e meditação sobre os principais mistérios da redenção que Cristo e de Maria, que assumiu a maternidade divina fazendo a vontade de Deus, dando-nos o Salvador.

 

Santas Missões Populares